10/02/2017
Guia do Empréstimo Seguro
A-    A    A+
 
Guia do
Empréstimo
Seguro
 
 
 
Para não multiplicar os problemas ao contratar um empréstimo, é preciso antes entender quais são as regras desse mercado. A boa notícia é que, a partir de uma operação de crédito bem planejada, você pode colocar suas finanças em dia até se programar para começar a poupar
SAIBA MAIS

Qual é a sua necessidade?

O que você pretende fazer com o dinheiro do empréstimo?

 

Pagar uma dívida

Só vale a pena sair de uma dívida para entrar em outra se os juros do novo compromisso estiverem mais baixos e o valor da parcela do empréstimo couber no seu orçamento

 
 

Abrir um negócio

O primeiro passo é avaliar se a economia está favorável para empreender. Se for este o caso, faça as contas e veja se o negócio vai gerar ganhos suficientes para pagar a própria manutenção e a parcela do empréstimo. Lembre-se de que o lucro pode demorar a aparecer

 
 

Limpar o nome

Pode ser uma alternativa se o objetivo for trocar juros mais altos por taxas mais baixas, sem aumentar o endividamento. Mas atenção: quando se está negativado, as opções de crédito são restritas

 
 

Investir num curso ou viagem de estudo

Pensando de forma prática, é importante avaliar se o curso ou a viagem de estudo podem aumentar seu padrão salarial. Do contrário, você verá seus ganhos ficarem no mesmo patamar, com o orçamento apertado e uma dívida para pagar

 
 

Comprar um carro ou viajar

Tanto para o carro quanto para a viagem, é preciso considerar a taxa de juros e o valor da dívida. Avalie se vale a pena contrair um empréstimo ou se não é melhor poupar e pagar à vista. Use o empréstimo em situações de real necessidade

 

Para evitar dor de cabeça

Cuidados necessários na hora de contratar o empréstimo

 

Limite máximo

Não comprometa mais do que 30% dos seus ganhos mensais com a parcela do empréstimo. Coloque receitas e despesas mensais na ponta do lápis para garantir que você está dentro dessa margem

Consequências da inadimplência

Tenha consciência das implicações de uma eventual inadimplência. Quem deixa de pagar um empréstimo pode ser processado, ter crédito limitado por instituições financeiras e no comércio, ou até perder um bem, caso o tenha dado como garantia

Confiabilidade

Verifique se a instituição que vai conceder o empréstimo está registrada no site do Banco Central, seguindo assim as regras de atuação do órgão fiscalizador do sistema financeiro

Como agir com o dinheiro na conta

Boas práticas depois de receber o dinheiro do empréstimo

 

Tenha uma reserva

Essa dica vale para vida. Afinal, todos nós precisamos manter as contas em dia. Sempre que possível faça uma reserva financeira, pois emergências e despesas inesperadas podem acontecer na vida de qualquer um

 
 

Mantenha o foco

Cuidado para não se empolgar e perder a linha quando o dinheiro do empréstimo cair na sua conta. Não saia gastando por aí, lembre-se de que você tem um objetivo

 
 

Programe os pagamentos

Faça mensalmente uma planilha com as despesas a pagar, incluindo o valor da parcela do empréstimo. Isso ajuda a não perder o controle financeiro

 

Principais tipos de empréstimo

Veja algumas modalidades de empréstimo existentes no mercado

 

Empréstimo com Garantia Imobiliária

Quem tem um imóvel regularizado e quitado pode oferecê-lo como garantia no contrato do empréstimo. Essa modalidade costuma ter juros bem menores do que as outras. Em contrapartida, se tiver problemas de inadimplência, a pessoa pode perder o bem

SAIBA MAIS
 
 

Cheque especial

Definido previamente com a instituição financeira onde se tem conta, o limite do cheque especial pode ser usado pelo cliente sem necessidade de avaliação de crédito. A enorme desvantagem são os altos juros cobrados, que hoje estão mais de 13% ao mês, de acordo com o Procon-SP

Rotativo

Com essa modalidade, você gasta no seu cartão de crédito e tem a possibilidade de pagar o valor mínimo da fatura, caso necessite. A instuição financeira vai cobrando juros cumulativos sobre a quantia não paga. O problema é que as taxas costumam ser muito altas e a dívida original pode se multiplicar com o tempo, gerando o efeito chamado “bola de neve”

Crédito consignado

Nesse tipo de empréstimo, o valor da parcela é descontado diretamente na folha de pagamento de quem o contraiu. A taxa de juros dessa modalidade costuma ser mais baixa que as demais – varia entre 1,5% e 6,6%, de acordo com o Banco Central. A diferença é que não há flexibilidade para adiar um pagamento, no caso de uma emergência

Limitação

É somente concedido a pessoas físicas

Titularidade

O bem tem de ser de propriedade de quem deseja contratar o empréstimo

Pré-requisito

O imóvel que for dado como garantia deve estar regularizado, quitado e localizado numa área urbana

Como funciona o
Empréstimo
com Garantia
Imobiliária
da POUPEX
 
 
<< voltar

Taxa de juros

A taxa nominal é de 1,45% ao mês

Prazo máximo

O tempo para pagar o empréstimo é limitado a 20 anos

Limite de crédito

60% do valor de avaliação do imóvel, limitado a R$ 1,5 milhão, para quem tem menos de 70 anos. Quem tiver idade maior do que essa pode negociar até R$ 300 mil